Connect with us

Hi, what are you looking for?

Weastar

ARTES & ESPETÁCULOS

Historiador algarvio Fernando Pessanha aborda destruição de Anafé (Casablanca) em livro

«A conquista e destruição de Anafé (Casablanca) pelo infante D. Fernando (1468) – Considerações sobre uma pouco conhecida operação anfíbia» é o título do novo trabalho do historiador algarvio Fernando Pessanha.

Originalmente publicado no vol. 19 da Revista de História da Sociedade e da Cultura, da Universidade de Coimbra, este trabalho é agora lançado em separata pela Editora Guadiana, de Vila Real de Santo António.

Segundo o autor, técnico superior do Arquivo Histórico Municipal António Rosa Mendes/VRSA e investigador da Associação Ibérica de História Militar, a ideia de publicar este estudo surgiu por ocasião dos 550 anos de um episódio pouco conhecido da História de Portugal, ou seja, a conquista e destruição de Anafé, atual Casablanca, pelo infante D. Fernando, em 1468.

“Após ministrar as respetivas conferências na Direção Regional de Cultura do Algarve e no Museu Municipal de Faro, em 2018, de modo a assinalar este acontecimento pouco conhecido da História da Expansão Portuguesa, considerei que seria pertinente dar a investigação à estampa, de modo a fazê-la chegar a maior número de pessoas. Foi nesse sentido que a Revista de História da Sociedade e da Cultura, da Universidade de Coimbra, publicou este trabalho depois de sujeito ao tradicional processo de arbitragem científica”, disse o historiador.

De acordo com a nota de apresentação de Vítor Gaspar Rodrigues, docente da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Fernando Pessanha, autor de vários outros estudos sobre temáticas militares, salienta neste trabalho a importância da guerra naval no conjunto das práticas militares desenvolvidas pelos portugueses no Norte de África e, em especial, o papel das operações anfíbias para a afirmação da presença portuguesa na região.

“Centrando a sua análise num estudo de caso de uma operação deste tipo – o ataque e destruição da cidade costeira de Anafé em 1468 pelas forças do Infante D. Fernando, irmão de D. Afonso V – Fernando Pessanha dá-nos a conhecer não só as razões que estiveram na base do lançamento da operação, mas também o carácter metódico e o planeamento cuidado utilizado neste tipo de acções navais responsáveis pelo sucesso da maior parte dessas empresas, facto que explica que tivessem sido, mais tarde, transpostas para o oceano Índico com grande sucesso”, refere-se.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

May Also Like

Copyright © 2020-2030 Weastar.com. powered by WeaStar.